Pedro Magalhães

Euroexpansão, 8-11 Julho, N=1504, Tel.

Antes de redistribuição de indecisos:
PSD: 26,7%
PS: 20,6%
BE: 4,3%
CDU: 4,1%
CDS: 2,5%
Outro: 0,7%
Branco/nulo: 6,2%
Não votava: 12,1%
Votaria, mas não sabe em que partido: 22,1%
Não responde: 0,8%

Após redistribuição de indecisos:
PSD: 41%
PS: 31,7%
BE: 6,5%
CDU: 6,3%
CDS-PP: 3,8%
Outro: 1,1%
Branco/nulo: 9,5%

Sondagem inclui também uma questão sobre presidenciais, mas inclui Jerónimo de Sousa no menu e não inclui Defensor de Moura. Dá 51,1% a Cavaco Silva, mesmo antes da redistribuição de indecisos.

  • Olá,
    As pessoas querem tirar o PS do governo por que ele governa à direita. Para solucionar isso, vão por lá um partido ainda mais de direita. Não se percebe.

    Mudar para o PSD, com este PS, não é uma viragem à direita: é meter uma a baixo e seguir em frente.

    Abraço,

    Escrevinhador

  • Estas sondagens já reflectem resultados posteriores à proposta de Revisão Constitucional do PSD?

  • A da Intercampus já teve lugar depois de conhecidos nos jornais alguns dos principais contornos. Mas pouco depois. Não se pode esperar efeito imediato na opinião pública. E como a sondagem é da Intercampus, ponto de comparação é distante.

  • Não me parece que as pessoas queiram tirar o PS, mas sim Sócrates, não é tanto uma questão de direita e esquerda, é uma questão de credibilidade pessoal. Por isso a escolha é o PSD.

  • Augusto says:

    A sondagem da Intercampus é curiosa se fôr comparada com a última da mesma empresa creio eu em Março ou Abril…
    PSD tem a mesma percentagem
    o PS desce
    o CDS desce
    o BE sobe
    o PCP sobe .

    Não me parece que a questão seja entre o Socrates e o Passos Coelho, ou o povo escolha em alternativa ao PS, o PSD.

    Há sim desilusão, e isso resulta em abstenções, e só….

    PS; quando é que a empresas de sondagens, deixam de utilizar o método dos telefones fixos . e passam aos telemoveis….