Pedro Magalhães

Margens de Erro

"Robocalls"

Posted October 17th, 2008 at 5:29 pm4 Comments

Podem ouvir aqui e aqui duas das chamadas telefónicas pré-gravadas que a candidatura de McCain anda a fazer na Carolina do Norte, no Ohio, no Colorado e na Virginia.
(via The Ballot).

by Pedro Magalhães

Brooks on Obama

Posted October 17th, 2008 at 3:41 pm4 Comments

O conservador preferido dos liberais americanos, David Brooks, escreve um belo artigo sobre Obama no NYT. Brooks tem dúvidas: um potencial grande presidente, ou um "mero observador em vez de um líder"? Mas ver Obama comparado a F.D.R. e a Reagan é, ao mesmo tempo, extravagante e arguto:

"Some candidates are motivated by something they lack. For L.B.J., it was respect. For Bill Clinton, it was adoration. These politicians are motivated to fill that void. Their challenge once in office is self-regulation. How will they control the demons, insecurities and longings that fired their ambitions? But other candidates are propelled by what some psychologists call self-efficacy, the placid assumption that they can handle whatever the future throws at them. Candidates in this mold, most heroically F.D.R. and Ronald Reagan, are driven upward by a desire to realize some capacity in their nature. They rise with an unshakable serenity that is inexplicable to their critics and infuriating to their foes. Obama has the biography of the first group but the personality of the second."

by Pedro Magalhães

Visualização de informação

Posted October 17th, 2008 at 10:36 am4 Comments

Charles Franklin tem mais um gráfico - agora o nerd em mim toma conta - lindo no Political Arithmetik. E com esse gráfico, mostra:

1. Como a tarefa de McCain é incrivelmente difícil;
2. Como não se pode dizer que ela é completamente impossível, especialmente tendo em conta o que, aparentemente, se está a passar no Ohio. Ver aqui e, nas "tools", escolher a opção de smoothing "more sensitive".

Obama faz o que lhe compete quando avisa apoiantes: "I guess it's two words for you: New Hampshire".

by Pedro Magalhães

Azares

Posted October 17th, 2008 at 10:16 am4 Comments

O Público coloca na primeira página "McCain cada vez mais longe de Obama". A média móvel da vantagem de Obama sobre McCain na Real Clear Politics passa de +8,2 (dia 14) para +7,3 (dia15) para +6,8 (dia 16). A internet está em baixo na Rua Viriato?

Só me meto com o Público porque é o "meu" jornal, quer como leitor quer como colunista.

by Pedro Magalhães

Posted October 17th, 2008 at 9:43 am4 Comments

ddd

by Pedro Magalhães

Darth Vader vai à oficina

Posted October 16th, 2008 at 2:05 pm4 Comments

O Senado

Posted October 16th, 2008 at 12:52 pm4 Comments

Nos blogues portugueses, não se tem falado muito nas eleições para o Senado, mas agora que a vitória nas presidenciais parece muito provável, a preocupação dos Democratas é ganhar suficientes lugares no Senado para terem não só uma maioria mas também uma maioria "fillibuster-proof", ou seja, 60 lugares.

Como estão as coisas? Bem, democratas e republicanos têm 49 senadores cada, e há ainda 2 independentes: Joe Lieberman (cada vez mais próximo dos Republicanos, mas liberal - no sentido americano - em muitos temas) e Bernie Sanders (o único socialista no Senado e que vota com os Democratas a maior parte das vezes). Lieberman e Sanders fazem parte do grupo parlamentar dos Democratas (mas Lieberman pode mudar de ideias).

Em Novembro, estão em disputa 35 lugares, 23 nas mãos de Republicanos e 12 nas mãos de Democratas. Há uma série de estados onde nada deve mudar. Não há estados Democratas em risco de passaram para Republicanos. Mas há várias possibilidades de mudança de mãos de Republicanos para Democratas: Alaska, Colorado, Georgia, Minnesota, New Hampshire, New Mexico, North Carolina, Oregon e Virginia. Nove potenciais pick-ups, que deixariam os Democratas com 58 senadores. Com Sanders, 59. E Lieberman 60. Parece que, se queremos emoções no dia 4, vai ter de ser aqui.

by Pedro Magalhães

Posted October 16th, 2008 at 12:34 pm4 Comments

Sobre este post do cinco dias especialmente o artigo que cita, é preciso notar que os candidatos republicanos nunca chamaram "terrorista", "traidor" e outras coisas dos género a Obama, apesar de terem propiciado o ambiente para que essas acusações surgissem. Mas o interesse fundamental do artigo não se perde completamente: é verdade que,

by Pedro Magalhães

Os debates

Posted October 16th, 2008 at 9:57 am4 Comments

A vantagem de Obama, em pontos percentuais, nas sondagens sobre os "vencedores dos debates":

Dia 27 de Setembro:
CNN: +13
CBS (indecisos): +28
Mediacurves (independentes): +22

Dia 8 de Outubro:
CNN: +24
CBS (indecisos): +12
Mediacurves (independentes): +18

Dia 15 de Outubro:
CNN: +27
CBS (indecisos):+31
Mediacurves (independentes):+30

É curioso que seja neste último debate que as vantagens de Obama sejam maiores, tendo em conta que, objectivamente, não é nada evidente que este tenha sido o melhor debate para ele, pelo contrário. Mas esta amostra é, se pensarmos bem, auto-seleccionada (só viu o debate quem quis) e a leitura do que se passou é, naturalmente, moldada pelo "mood" geral da campanha. McCain esteve melhor que nos debates anteriores, mas manifestamente não chegou, e nunca poderia ter chegado (a não ser que tivesse havido uma catástrofe qualquer).

by Pedro Magalhães

Boatos

Posted October 15th, 2008 at 3:07 pm4 Comments

Aproveito para informar que o Centro de Sondagens e Estudos de Opinião da Universidade Católica não conduziu nem vai conduzir qualquer estudo nos Açores medindo intenções de voto. O único trabalho que será feito é uma sondagem à boca das urnas, cujos resultados serão divulgados à hora de encerramento das urnas. Logo, todos os alegados resultados de uma "sondagem da Católica nos Açores" que circulam por aí são falsos.

by Pedro Magalhães