Pedro Magalhães

Margens de Erro

Autárquicas, Coimbra

Posted July 6th, 2005 at 5:31 pm4 Comments

IPAM, N=400, Telefónica, sem data de trabalho de campo online

Carlos Encarnação (PSD/CDS-PP/PPM): 38,3%
Vitor Baptista (PS): 13%
José Manuel Pureza (BE): 5,1%
Gouveia Monteiro (CDU): 4,6%
Outros: 1,8%
Indecisos: 27%
Não responde: 10,2%

Não vão votar: 32,5% em relação ao total da amostra
Não sabem se vão votar: 18,5% em relação ao total da amostra

Após redistribuição de indecisos (feita pelo IPAM "de acordo com a matriz de transferência/fidelização de voto tendo em conta as autárquicas de 2001"):
Carlos Encarnação (PSD/CDS-PP/PPM): 61%
Vitor Baptista (PS): 22%
Gouveia Monteiro (CDU): 11%
José Manuel Pureza (BE): 5%

Fonte: Diário de Coimbra, enviado por amável leitor.

A encarar com as cautelas necessárias ditadas pela distância temporal em relação ao acto eleitoral e a dimensão reduzida da amostra. Há também - pelo menos na versão online da notícia a que acedi - uma certa falta de clareza no processo de redistribuição de indecisos, se bem que seja sempre difícil explicar como se fazem estas coisas. Mas por isso mesmo, haveria que explicar, por exemplo, como é que o BE tem 5,1% em intenção directa de voto e fica só com 5% após a redistribuição de indecisos.

Provavelmente, o voto em eleições passadas está aqui a pesar muito nesta redistribuição. Mas se assim é, importa pensar no seguinte. O BE teve, como se diz na notícia, 1,8% nas últimas autárquicas em Coimbra. Mas teve 3,7% no concelho de Coimbra nas legislativas de 2002. E 8,8% no concelho de Coimbra nas legislativas de 2005...

by Pedro Magalhães

Mais sondagens sobre o SCOTUS

Posted July 5th, 2005 at 5:19 pm4 Comments

Mais informação favorável ao Partido Republicano e aos interesses mais conservadores: a maioria dos americanos não quer "filibustering" por parte da minoria e quer que a Constituição seja interpretada "tal como escrita" (expressão-código que significa uma interpretação "originalista" a la Scalia, ou seja, em oposição ao "broad constructionism" que permitiu a expansão das liberdades cívicas). Sei que estou a simplificar mas, para um eleitor normal, é isto que "exactly as it was written" significa hoje em dia.

SurveyUSA, 1 Julho, N=1200, Telefónica

President Bush’s nominee to replace Sandra Day O’Connor must be approved by the United States Senate. If a minority of senators oppose the nominee, but do not have enough votes to defeat the nominee, do you think it is acceptable or unacceptable for those senators to use a filibuster to prevent the nominee from coming to a vote?
Acceptable: 32%
Unacceptable: 53%
Not sure: 15%

Which of the following two statements do you more agree with: The U.S. Supreme Court should interpret the Constitution exactly as it was written; or The U.S. Supreme court should interpret the Constitution in light of modern circumstances.
Exactly as it was written: 53%
In light of modern circumstances: 44%
Not sure: 3%

by Pedro Magalhães

A saída de O’Connor (actualizado)

Posted July 4th, 2005 at 4:01 pm4 Comments

Sandra Day O'Connor vai sair do Supremo Tribunal americano. "Moderate conservative", é como é descrita pela imprensa. As análises de comportamento judicial confirmam: O'Connor votou contra precedentes ditos "liberais" 70% das vezes, enquanto só o fez para precedentes "conservadores" em 30% das vezes.* Contudo, num tribunal maioritariamente conservador (muito mais conservador do que nos tempos de Fortas, Warren, Brennan ou Marshall), O'Connor até faz figura de liberal, tendo à sua esquerda apenas juízes como Breyer ou Ginsburg. Os últimos, aliás, foram ambos nomeados por Clinton. O resto são nomeações de presidentes Republicanos.

Será talvez um exagero dizer-se que "the Senate debates may prove more divisive than those over Judge Robert Bork, a conservative rejected by the Senate in 1987, and Justice Clarence Thomas, who became the Supreme Court's most conservative judge after winning narrow Senate confirmation in 1991". É difícil imaginar algo, à excepção de uma guerra civil, que possa ser "more divisive" que as nomeações de Bork e Thomas.

Mas não vai ser bonito. Para já, a coisa não parece muito favorável aos Democratas:

1. Bush não concorre a novas eleições, logo, sente-se menos constrangido;

2. Do ponto de vista do conteúdo das políticas públicas, os Democratas têm muito a perder com a entrada de alguém hostil à affirmative action ou ao aborto;

3. Os Republicanos poderiam ter muito a perder do ponto de vista eleitoral, ao apresentarem-se como excessivamente conservadores. Mas o que se passa é que:

In general, is the United States Supreme Court in-step with your beliefs, out-of-step with your beliefs, do you not know enough about the court to have an opinion?
In step: 27%
Out of step : 53%
Don’t know: 20%

Survey USA, Julho 1, N=1200, Telefónica

E agora perguntamo-nos : out of step em que sentido? Neste:

Suppose one of the U.S. Supreme Court justices retires at the end of this term. Would you like to see President Bush nominate a new justice who would make the Supreme Court more liberal than it currently is, more conservative than it currently is or who would keep the Court as it is now?

More Liberal: 30%
More Conservative: 41%
Keep As It Is Now: 24%
Unsure: 5%


Gallup, Junho 16-19, N=1006.

Mais conservador? Com certeza, arranja-se já.

P.S.- Sobre o mesmo tema, ver os posts do Causa Nossa e do Insurgente (mas o que quer dizer AAA com "o sinal correcto")?

*Jeffrey A. Segal e Harold J. Spaeth, The Supreme Court and the Attitudinal Model Revisited. Nova Iorque: Cambridge University Press, 2002.

by Pedro Magalhães

Zapatero sabe o que faz

Posted July 2nd, 2005 at 11:49 pm4 Comments

Opina, 29 Jun, N=1000, Telefónica

Apoia ou rejeita a decisão do governo em legalizar o casamento de pessoas do mesmo sexo?
Apoia: 63%
Rejeita: 30%
Ns/Nr:6%

by Pedro Magalhães

Exterminado implacavelmente?

Posted July 1st, 2005 at 6:13 pm4 Comments

Field, 13-19 Junho, N=711, votantes recenseados da Califórnia, telefónica

Suppose that governor Arnold Schwarzenegger runs for re-election next year. As things stand now, are you inclined to vote to re-elect Schwarzenegger as governor?

Inclined: 36%
Not inclined: 57%

by Pedro Magalhães

É melhor esperarem sentados

Posted July 1st, 2005 at 6:11 pm4 Comments

Knowledge Networks / Program on International Policy Attitudes, Junho 22-26, N=812

As you may know, at the G-8 summit there will be discussion of the idea of all the wealthy countries committing at least seven tenths of one percent of their gross domestic product to reducing poverty and disease, and promoting economic development in poor countries, especially in Africa. If the other wealthy countries are willing to make this commitment, do you think the U.S. should or should not be willing to make such a commitment?

Should: 65%
Should not: 29%
No answer: 6%

by Pedro Magalhães

Contudo…

Posted July 1st, 2005 at 6:08 pm4 Comments

Zogby America Poll. June 27-29, 2005. N=905 likely voters nationwide. MoE ± 3.3 (for all likely voters).

"Do you agree or disagree that if President Bush did not tell the truth about his reasons for going to war with Iraq, Congress should consider holding him accountable through impeachment?"
Agree: 42%
Disagree: 50%
Unsure: 8%

by Pedro Magalhães

Mas nós gostamos dele na mesma…

Posted July 1st, 2005 at 6:02 pm4 Comments

Zogby America Poll. June 27-29, 2005. N=905 likely voters nationwide. MoE ± 3.3.

Overall, how would you rate President Bush's performance on the job . . . ?"
Excellent/Good: 43%
Fair/Poor: 56%
Unsure:1%

"Is your overall opinion of George W. Bush very favorable, somewhat favorable, somewhat unfavorable, or very unfavorable, or you are not familiar enough to form an opinion?"
Favorable: 50%
Unfavororable: 48%
NotFamiliar/Unsure: 1%

Fonte: Polling Report

by Pedro Magalhães

Voltamos ao mesmo

Posted July 1st, 2005 at 4:50 pm4 Comments

Há aqui alguém que anda seriamente enganado…

Posted July 1st, 2005 at 4:34 pm4 Comments

Marktest, 18-19 Maio, N=811, Telefónica, Quotas
Referendo à Constituição Europeia
Sim: 54,5%
Não: 7,3%
Ns/Nr: 38,2%

Eurosondagem, 6-8 Junho, N=1057, Presencial (urna), Estratificada Aleatória
Referendo à Constituição Europeia
Sim: 50,8%
Não: 49,2%

Marktest, 14-17 Junho, N=800, Telefónica, Quotas
Referendo à Constituição Europeia
Sim: 36,6%
Não: 22,8%
Ns/Nr: 40,6%

Católica, 18-20 Junho, N=1354, Presencial, Estratificada Aleatória
Referendo à Constituição Europeia
Sim: 43%
Não: 25%
Ns/Nr:33%

by Pedro Magalhães