Pedro Magalhães

Margens de Erro

Desenvolvimentos sobre "The End of the Universe"

Posted March 30th, 2010 at 11:56 am4 Comments

by Pedro Magalhães

Intercampus, 23-24 Março, N=605, Tel.

Posted March 28th, 2010 at 1:29 am4 Comments

Aqui. Intenção de voto após redistribuição de indecisos (não tenho outros dados):

PS: 39,3%
PSD: 39,1%
CDS-PP: 8%
BE: 7,5%
CDU: 4,6%
Outro: 1,5%

"Nos resultados directos, onde se inclui a totalidade das respostas, 15,2% dos inquiridos disseram não saber ou não quiseram responder." Comparar com anterior sondagem da Intercampus.

by Pedro Magalhães

The End of the Universe

Posted March 27th, 2010 at 11:19 pm4 Comments

Eleições e sondagens no PSD

Posted March 27th, 2010 at 9:21 pm4 Comments

Houve apenas duas sondagens que procuraram medir, junto dos militantes do PSD, a sua intenção de voto, ambas feitas pela Pitagórica para o Sol. Ambas subestimaram a votação em Passos Coelho em 10 pontos ou mais, e a segunda subestimou a vantagem deste sobre Rangel em 17 pontos. Não é brincadeira. Mas recordem que estas sondagens são muito difíceis de fazer. A lista de militantes encontra-se actualizada e os contactos correctos? Com o pagamento de quotas à última hora, em que medida o universo inicial da sondagem (e a amostra que dele se tira) corresponde ao que vem a ser o universo real? Em que medida os militantes com telefone fixo são diferentes dos que não o têm? Etc, etc, etc.

Uma das campanhas e vários dos seus apoiantes insinuaram que, devido ao facto de Alexandre Picoito ser apoiante de um dos candidatos e responsável técnico da empresa que fez as sondagens, estas não poderiam ser sérias. A insinuação foi tão forte que passou de insinuação a afirmação, e viu-se amplificada e reproduzida acriticamente por variados órgãos de comunicação social. Chegou-se a defender que a empresa ou a pessoa responsável deveriam estar impedidos de fazer as ditas sondagens. Contudo, elas fizeram exactamente o contrário daquilo que foi insinuado: em vez de sobrestimarem a vantagem de Passos Coelho, subestimaram-na. Irá isto dissuadir alguém de fazer este tipo de afirmações e insinuações da próxima vez? Vocês sabem a resposta tão bem como eu.

by Pedro Magalhães

Nova sondagem aos militantes do PSD no Sol

Posted March 26th, 2010 at 2:58 pm4 Comments

Aqui.
Passos Coelho: 49%
Paulo Rangel: 39%
Aguiar-Branco: 5%

É tudo o que se pode saber online. Suponho que agora o Sol e a Pitagórica se vão ter de entender com a ERC.

by Pedro Magalhães

Mais dados da última sondagem da Marktest

Posted March 26th, 2010 at 12:48 pm4 Comments

Intenção de voto (após redistribuição de indecisos, a notícia online não faculta outros dados):
PS: 35,6%
PSD: 30,8%%
BE: 11%
CDS-PP: 9,9%
CDU: 6,6%

by Pedro Magalhães

Intercampus, 23-24 Março, N=605, Tel.

Posted March 25th, 2010 at 10:12 pm4 Comments

Aqui. Qual o melhor candidato à liderança do PSD? Entre os simpatizantes do PSD, as respostas são:
Pedro Passos Coelho: 43,3%
Paulo Rangel: 36,7%
José Pedro Aguiar-Branco: 11,1%
Ns/Nr: 8,9%

Nesta notícia na TVI, a confusão entre uma sondagem à população em geral (mesmo com resultados circunscritos aos simpatizantes do PSD) e uma sondagem de intenção de voto aos militantes com capacidade de voto do PSD ("Pedro Passos Coelho vai ser o vencedor das eleições no PSD") é total e absoluta, e ainda (bastante) mais chocante que no caso da notícia do JN sobre a sondagem CESOP. De notar ainda que, com uma amostra de 605, ficaria muito surpreendido se houvesse mais de 60-80 pessoas que se dizem "simpatizantes do PSD". Muito cuidado, por isso, com a maneira como se interpreta esta sondagem.

Dito isto, que eu conheça, está para aparecer a sondagem em que Paulo Rangel seja preferido por mais gente que Pedro Passos Coelho, seja pelo eleitorado em geral, pelo eleitorado do PSD ou pelos militantes do PSD. E isto não pode ser irrelevante. E se me permitem, a "ruptura" de hoje no PEC de certeza que não ajuda.

by Pedro Magalhães

Marktest, 16-21 Março, N=808, Tel.

Posted March 25th, 2010 at 12:55 am4 Comments

Aqui. "De acordo com o barómetro da Marktest para o Diário Económico e TSF, 35% portugueses dizem que Passos Coelho é o mais capaz para suceder a José Sócrates, enquanto Paulo Rangel arrecada 23% de opiniões favoráveis. Ainda assim, um número substancial de inquiridos (16%) assume que "nenhum" dos três principais candidatos é capaz de fazer o PSD regressar ao poder, enquanto 20% opta pelo não sabe ou não responde." A notícia menciona também que, entre os eleitores que dizem tencionar votar no PSD, PPC recolhe 42% das opiniões favoráveis.

by Pedro Magalhães

Sondagem aos militantes do PSD (actualizado)

Posted March 19th, 2010 at 11:47 am4 Comments

A primeira, divulgada no Sol. 51% para PPC e 31% para Rangel. Não comprei o jornal e não consigo apurar na net quaisquer detalhes metodológicos, a não ser que terá ocorrido entre os dias 10 e 14 de Março.

Actualização:
Pitagórica, N=541, 10-14 Março, Aleatória, Telefónica.

Intenção de voto:
Passos Coelho: 51%
Paulo Rangel: 31%
Aguiar-Branco: 8%
Castanheira Barros: 1%
Indecisos: 3%
Nulos: 6%

Ou não houve militantes inquiridos que tenham declarado não tencionar votar ou a amostra excluiu à partida esses casos. A ficha técnica publicada é omissa sobre esse aspecto. Há também perguntas sobre atributos dos candidatos. Os únicos em que PPC não bate Rangel é "apoio do PR" e "apoio entre os notáveis". "Melhor imagem" e "trazer novos rostos" são os aspectos onde a vantagem de PPC é maior.

No Trocas de Opinião, as últimas transacções deram-se a 39 para PPC e 33 para Rangel. As tendências de longo prazo - a média móvel das últimas 20 transcações, ponderadas pelo número de títulos transaccionados - são claras:

PPC


Rangel

by Pedro Magalhães

"The decision to join the euro area is effectively irreversible"

Posted March 17th, 2010 at 10:51 am4 Comments

No The Portuguese Economy, Álvaro Santos Pereira conclui que "it might not be worth it to dump the single currency". Não sou economista, mas parece-me que "it might not be worth it" é capaz de ser um eufemismo. Barry Eichengreen tem um paper interessante sobre o assunto, mas para quem não tiver paciência para ler tudo, pode ir aqui ou até ouvi-lo aqui.

by Pedro Magalhães