Pedro Magalhães

A sondagem Intercampus: notas rápidas.

Podem ser consultados aqui os resultados. Em relação aos resultados de outra sondagem mais recente, a do CESOP da Católica, várias semelhanças:

1. A maior parte dos inquiridos acha que o PS vai ganhar as próximas eleições, 46% na Intercampus e 54% na Católica.

2. As estimativas de intenção de voto para o PS (37/38%), a CDU (10/11%) e outros partidos (7%).

3. A posição relativa dos líderes partidários do ponto de vista da avaliação feita pelos eleitores: Costa 1º, Martins 2ª, Jerónimo 3º, Passos Coelho 4º, Paulo Portas 5º.

O BE aparece com 6% de intenções de voto na Intercampus, 8% na Católica. Este resultado da Católica é de facto um outlier em relação às sondagens mais recentes:

Screen Shot 2015-07-09 at 22.57.15

O que não quer dizer que seja uma má estimativa. A “realidade” das intenções de voto é inacessível, só a vemos pelo instrumento das sondagens e pode haver algo nas restantes que as leve a subestimar o Bloco em vez de ser a Católica a sobreestimá-lo. Mais seguro é dizer o seguinte: é a primeira vez desde Julho de 2013 que o BE vem dando mínimos sinais de recuperação, e isso não é apenas fruto do resultado da Católica.

Outra diferença entre as duas sondagens é a intenção de voto na coligação de centro-direita: 38% na Católica contra 33% na Intercampus. Mas estas diferenças não são novas. Aqui a Católica não é um outlier, já que a coligação tem tido resultados muito parecidos nas sondagens na Aximage. Já Eurosondagem e, agora, Intercampus, têm resultados mais baixos. As explicações do costume não se aplicam (quase nunca se aplicam): Aximage e Católica, são, respectivamente, telefónica e face-a-face. O mesmo sucede com Eurosondagem, telefónica, e Intercampus, face-a-face com simulação de voto em urna. Outra maneira de ver isto é apreciar como, ao passo que há uma amplitude de 5 pontos entre a pior e a melhor sondagem para a coligação nos últimos tempos, a variação nos resultados do PS entre as várias sondagens é nula. Explain that.

Screen Shot 2015-07-09 at 23.03.18

Na avaliação dos líderes, é a primeira vez que temos a Intercampus na nossa base com esses dados. Logo, só quando tivermos mais observações da Intercampus podemos começar a considerar as suas especificidades na estimação pelo filtro de Kalman. Assim, por enquanto, incorporámos os resultados como se fosse uma sondagem da Católica. Ligeira subida para Costa, mas nada parece mudar de fundamental.

Screen Shot 2015-07-09 at 23.18.41

No Comments Yet

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.