Pedro Magalhães

Aliança PCP/PEV/BE?

Nas eleições de 2009, BE e CDU conquistaram, respectivamente, 16 e 15 assentos parlamentares, num total de 31. Imaginem que, em 2009, BE e CDU tinham feito listas conjuntas e conquistavam, em cada círculo, a soma exacta dos votos obtidos pelas duas listas, sem alterações para os restantes partidos. Quantos deputados teria eleito essa lista conjunta?

A resposta é 39, 8 deputados a mais em relação ao que realmente sucedeu em 2009. 4 seriam roubados ao PS (em Viana, Viseu, Setúbal e Beja ),  3 ao PSD (em Aveiro, Coimbra e Faro) e 1 ao CDS-PP (no Porto).

P.S.- Obrigado pelas correcções. Tenho estado a confiar numa macro que tem um problema que, neste caso, deu nisto. Vou corrigir.
P.P.S.- Mergulhando mais no assunto, parece que afinal estava tudo bem com a análise anterior: Porto 2009; Porto 2009 com votos de BE e PCP-PEV somados. Mas vejam lá.

6 Comments

  1. giHa says:

    Dos 8 deputados, 5 seriam ‘roubados’ ao PS e 3 ao PSD.
    Pois no Porto em princípio também será de considerar o PS.

    Com mais cerca de mil votos em Castelo Branco, Leiria e Madeira poderia verificar-se o ‘roubo’ de 3 deputados ao PSD, PS, CDS-PP, respectivamente.

  2. Pelas minhas contas, o deputado do Porto seria «roubado» ao PS e não ao CDS (ao contrário do que é dito no artigo).

  3. Isto vais parecer incrível, mas a discrepância deve-se ao facto de eu ter usado os resultados do ministério da justiça. Imagino que os seus sejam os homologados (CNE).

  4. É, estou a usar CNE, excepto Açores. Não faz diferença para muita coisa mas nas margens…De resto, aquele deputado que foi para o CDS esteve por um fio para o BE.

  5. E eu quando fui verificar fiz um erro que não teve nada a ver com isto mas que me fez pensar que as contas estavam erradas. Enfim.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.