Pedro Magalhães

Consensos e outros não tanto

“Estudos sobre o sector”, mais “difusão de informação”, publicação no site da ERC das fichas técnicas e iniciativa da ERC em reunir as empresas são coisas boas e foram consensuais. Mas a minha posição (e creio não estar sozinho) continua a mesma: há hipóteses em cima da mesa para explicar o que se passou; a abstenção não é a única das possíveis explicações; sem estudos, essas hipóteses nunca passarão disso mesmo.

5 Comments

  1. Anonymous says:

    Pois, Pedro Magalhães, tem razão. Eu vi também o programa Hora de fecho com a Flor Pedroso e percebi, julgo eu, que as três empresas de sondagens lá representadas não perceberam ainda muito bem o que se passou nas europeias. Eu acho que as empresas de sondagens são sérias e profissionais, o problema é: como acreditar agora, qundo começarem a sair as sondagens das legislativas, nas sondagens?

  2. Anonymous says:

    O ERRO NÃO ESTARÁ NA EXTRAPOLAÇÃO ? Isto é quando em cem pessoas 20 juram votar PS e só 10 garantem votar PSD vocês fazem a extrapolação dos que não respondem e não sabem naquela proporção.O que manifestamente é um erro.

    ZÉ POVINHO

  3. CLeone says:

    Isto nao é um comentário, é um pedido de ajuda. O meu mail é ce.leone@gmail.com
    Há uns tempos, aqui no blog, sugeriu o livro Portugal: uma democracia em construção. Encomendei-o mas o meu livreiro disse-me hoje que a distribuidora lhe explicou que o livo se destina só a ofertas e não será comercializado (?!). A ser assim, pode disponibilizar-me uma cópia, p.ex.? O que escreveu interessa-me e, embora já não faça sentido escrever uma crítica ao livro como inicialmente pensei (caso se confirme a não comercialização), tenho interesse profissional nele. Em qualquer caso, obrigado.
    Carlos Leone

  4. Minhoto says:

    É o que dá estar ligado ao BE/PS e fazer politiquice. Veja-se quantas vezes o BE refere o CESOP/CES da Católica para cunhar com credibilidade as suas afirmações e pretensões. Agora descobriu-se-lhe a careca e é o tentar ganhar respeito e prestigio outra vez. Pois mas já é tarde e talvez não se devesse usar certas instituições para fazer política.

  5. “BE/PS”? “CESOP/CES da Católica”? Porque não o “BE/PS/POUS/MRPP” ou o “CESOP/CES/ISCSP/ICS da Católica”? O próximo critério para não publicar comentários é a burrice pura e simples.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.