Pedro Magalhães

De Maio a Setembro

Eurosondagem Aximage Maio Setembro

Coisas muito simples e evidentes (bem, algumas talvez não tanto):

1. A direcção geral das coisas para o PS e para a coligação é semelhante para as duas empresas: PS a descer, coligação a subir.

2. Empates técnicos entre os dois primeiros nas duas empresas. “Como?”, dirão. Na Eurosondagem, PS está à frente por um ponto, mas na Aximage a coligação lidera por 5.6 pontos. Vejamos: na Eurosondagem, a diferença entre PS e coligação não é, evidentemente, estatisticamente significativa. Na Aximage, apesar de ser uma vantagem de quase 6 pontos para a coligação PSD/CDS, a amostra tem 602, 36% aparentemente abstêm-se, a estimativa baseia-se portanto em 384 pessoas, pelo que consigo retirar daqui. Logo a margem de erro da diferença entre as proporções .389 e .333 é de .085 e a diferença (.056) está dentro dela. Em suma, na Aximage também temos um “empate técnico”, embora não pareça, bem sei.

3. Livre, CDU, BE e PDR relativamente estáveis nas duas empresas. A subida de 0.8 pontos na CDU e a descida igual do PDR na Aximage podem excitar-vos, mas não devem, porque as amostras são pequenas e estas diferenças não são significativas.

A principal diferença entre Eurosondagem e Aximage é que a descida do PS e a subida da coligação são graduais na primeira desde Maio, enquanto que, na segunda, a maior parte da mudança, especialmente a descida do PS, dá-se de Julho para Setembro.

Em suma: pegando na informação em conjunto, hoje não é possível dizer que uma lista tem vantagem sobre outra. Já do ponto de vista das tendências, ambas as empresas indicam uma subida da coligação e uma descida do PS. Só os timings dessa mudança variam.

One Commment

  1. […] e actual investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, publicou no seu blog um esclarecimento aos dados do estudo divulgado pelo Correio da Manhã e pelo Jornal de […]

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.