Pedro Magalhães

El apasionante tobogán de las enigmáticas elecciones portuguesas del 5 de junio

Muita simpatia, e com um sabor especial para mim por vir de onde vem. Obrigado e cá o espero.

7 Comments

  1. Caro Pedro Magalhães , talvez fosse boa ideia aproveirar a base de dados da Pool e “marcar eleições” para o primeiro dia da campanha eleitoral ou seja em 24 horas todos aqueles, e só esses, que participaram na pool poderiam apostar de novo mas a “publicação ” dos dados seria só feita depois do ultimo ter apostado….para ver a evolução e fazermos umas continhas…..
    ps: eventualmente enviar um mail a todos os que participaram para que,desejavelmente a amostra fosse a mesma …..

  2. Olá: poderia convocar nova pool, mas apenas aqui no blogue. Não tenho contactos de quem fez comentários: muitos são anónimos (o que, espero, não cause problemas aquando da atribuição). E acho que nova pool derrota um bocado o objectivo: eu sei que as pessoas podem actualizar as suas percepções na base das sondagens, mas para isso não precisamos da pool: temos as sondagens. A pool é útil se conseguir gerar informação ANTES dos últimos desenvolvimentos nas sondagens (e especialmente se a gerar tendo produzido estimativas superiores, enquanto previsões, às sondagens).

  3. Núncio says:

    Pedro,
    boa tarde.
    Com ou sem nova “pool”, diga-nos: mantém, hoje, o seu palpite de vantagem final do PSD em cerca de 6% ou as recentes “fotografias” alteraram a sua percepção?

  4. Criaram uma data de ruído e de incerteza mas o raciocínio original foi o que foi. Não vou mudar a meio caminho 🙂 Depois logo se vê.

  5. José Santos says:

    Como cheguei recentemente a este blogue não acompanhei essa previsão dos +6% para o PSD. Onde posso consultá-la? Gostava de ler o raciocínio.

  6. Obrigado, Pedro.Irei en Junho.
    Anxo

  7. O “raciocínio”, se é que se lhe pode chamar assim, está num comentário a um post antigo: “Estratégia de aposta não tive nenhuma em especial, a não ser pensar que CDS ia ter um resultado melhor que em 2009, que voto útil ia castigar BE, que avaliação da economia podia ser suficiente para PS perder mas que PSD tem limites estruturais e cometeu erros estratégicos suficientes para lhe impedir de chegar aos 40%. Mas acho que posso ter subestimado a capacidade táctica do PS e incapacidade táctica do PSD. E ah: o modelo que fiz com o LA-C dá 6 pontos de vantagem para o PSD…”.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.