Pedro Magalhães

Europeias. Marktest, 27-30 Maio, N=807, Tel.

PSD: 32,5%
PS: 29,4%
BE: 8,9%
CDU: 8,9%
CDS-PP: 3,3%

É o que sei para já, na base desta notícia. Excitante, não? Claro que voltamos ao “empate técnico”, ideia que, volto a dizer, é preciso confirmar quando soubermos a dimensão real da sub-amostra na base da qual estas percentagens são estimadas (ainda não sei qual é, mas não é 807, certamente). Mas é a primeira sondagem que coloca o PSD à frente, e isso pode não ser irrelevante, porque pode sugerir uma tendência. Mas com mais dados poderemos olhar melhor para isso. Agora ainda é cedo.

Sei que sou fastidioso, mas recordo, a propósito de uma notícia no Público: se de facto o PSD subiu nos últimos dias, isto não “confirma uma tendência” prévia (indetectável na base dos dados anteriores). E a habitual frase “Se as eleições europeias fossem hoje o [partido x] venceria o escrutínio” está mesmo a pedir inclusão no capítulo no Livro de Estilo do Público intitulado “Frases que constituem justa causa para despedimento”.

A soma dá 83%, pelo que presumo que haja 17% de votos noutros partidos, brancos e nulos. Mas rectificarei caso se verifique não ser assim. Obrigado ao leitor que me avisou em comentário no post abaixo.

17 Comments

  1. Anonymous says:

    Se o CDS tem 3% , quer dizer nenhum dos outros oito partidos terá um resultado semelhante.

    Então a que se deve estes 17% de OBN, já na ultima sondagem da Marktest a percentagem era semelhantes, e não tinha explicação lógica, a não ser que a campanha pelo voto em branco estivesse a atingir numeros nunca vistos.

    Mas realmente a Marktest não explica nesta como não explicou na anterior.

    Com estes resultados qual seria a distribuição de deputados?

  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

  3. Este comentário foi removido pelo autor.

  4. Anonymous says:

    PSD 9 deputados
    PS 8
    PC 2
    BE 2
    CDS 1

    É pouco crivel que os outros 17% não permitem eleger pelo menos 1 deputado.

    Historicamente o mais votado é o PND (que não concorre) e o MRPP.

    Creio que desta vez se destacarão (apesar da ausência de cobertura da TV) o MEP, o PNR, o MPT e, claro, o MRPP. Resta saber como se distribuem os 17%!

    Se dos 17%, forem 4% brancos ou nulos restam 13%. Se dividirmos os 13% por 4 partidos teremos 3,25%. Como a distribuição equilibrada é altamente improvável, a acreditarmos nos 17% é certa que + algum partido vai eleger. MEP, PNR ou MRPP? Os eleitores estão revoltados com os 5 partidos tradicionais e vão castigá-los.

    Libertas

  5. Anonymous says:

    Então está-se a esquecer do MMS? Olhe que o MMS juntamente com o MEP vão causar surpresas. Aguarde e verá.

  6. Anonymous says:

    Agora começa a perceber-se melhor o desespero de Vital & Cia (nao se aflija , dra. Ana Gomes, nao é a companhia aérea CIA…), ao entrarem por uma campanha de baixo nível e mau gosto que ainda lhes vai caír em cima e custar caro.

  7. Ora, aí estão resultados interessantes! Finalmente!
    Tb é de referir que a CDU e o BE aparecem empatados. É a primeira vez que tal acontece, não?

  8. Libertas, não se esqueça que no OBN estão: Outros, Brancos, Nulos.
    Com se certeza que se algum dos pequenos partidos tivesse uma votação suficiente para chegar a 1 deputado, a empresa teria o cuidado de o destacar. Assim, parece-me que o mais provável é que no OBN estejam muitos brancos e nulos.

  9. Anonymous says:

    Já é suficientemente chato que o PSD ganhe quaisquer eleições. Mais chato ainda para especialistas em sondagens com “proximidade xuxa” é que uma sondagem qualquer (mesmo que seja muito “mal feita”) o indique…

    Greetings.

  10. Anonymous says:

    O CDS chega a 1 deputados com apenas 3,5% de votos? Tenho indicação que o MEP tem como valor central 2%, mais q o BE teve em 1999. Se assim for deveria surgir discriminado, não ahca? O que custa publicar? Assim ficamos a conjecturar. Eu gostava imenso de saber também qual a % de Brancos.

  11. Aproveito para saudar o regresso do comediante da xuxa.

  12. Anonymous says:

    A pedido de muitas famílias os números que me indicouum amigo meu que trabalha na Marktest. Não me garante que sejam estes mas são aproximados no que se refere à distribuição dos OBN:

    – Brancos e nulos 7.7%
    – MEP 1,6%
    – MPT 1,4%
    – MMS – 1.2%
    – MRPP – 1%
    – PNR – 0,8%
    – PPM – 0.6%
    – PH – 0.4%
    – POUS – 0%

  13. Anonymous says:

    Luis Aguiar, não não é , na anterior sondagem da Marktest o BE e PCP apareciam ambos com 7,1.

    E houve uma sondagem da Eurosondagem que dava o PCP á frente do Bloco por 3 ou 4 décimas.

    Em todas as outras o BE tem sido sempre o terceiro partido.

    Realmente estranho que com 3,3 o CDS consiga eleger algum deputado, por isso estranho a distribuição feita.

    Já quanto aos 17% , sendo a única empresa de sondagens que dá essa margem a OBN, se houvesse outro partido que se destacassse com possdibilidade de eleição, deveria ser referido.

    Outro aspecto que penso esta sondagem não refere, é a abstenção.

    E isso pode ter muita influência nos resultados.

  14. Totalmente de acordo com o último comentário e agradeço o cuidado de me corrigir nalguns pontos.
    Há apenas algo em que está errado. Os 3,3% do CDS não interessam muito. Se retirarmos os 17% de OBN, que não interferem na distribuição de eutodeputados (de acordo com o anónimo das 10:11), os 3,3% passam para 4%. A distribuição de deputados fica assim (vetr link no post acima do Pedro Magalhães):
    PSD (39.2%): 9
    PS (35.4%): 8
    BE (10.7%): 2
    CDU (10.7%): 2
    CDS (4.0%): 1

  15. Mas não deixa de ser verdade que esse deputado do CDS está tremido. O PS por pouco que não o ganha.

  16. Anonymous says:

    Obrigado ao anónimo que avançou alguns números relativamente à distribuição dos OBN. Contudo, o somatório desses valores dá apenas 14,7% e, portanto, faltam 2,3% para os 17% anunciados na sondagem em análise. Ainda assim, obrigado ao seu amigo!

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.