Pedro Magalhães

Eurosondagem, N=525, 23 Maio, Tel.

PSD: 33,1% (-2,7)
PS: 32,6% (+0,1)
CDS-PP: 13,7% (+2,6)
CDU: 7,6% (-0,1)
BE: 6,6% (=)

Aqui. Comparação com última sondagem da mesma empresa, de 3 de Maio.

7 Comments

  1. Libertas says:

    Fico intrigado com as diferenças que o CDS regista nas diferentes sondagens.

    Sempre aceitei que a votação do CDS fosse claramente sub-avaliada quando estivéssemos perante sondagens feitas para telefones fixos. O CDS terá o eleitorado mais dinâmico, com telefone fixo que não do incumbente, mas de opeadores alternativos como a ZON, CLIX ou Cabovisão; ou pura e simplesmente sem fixo, só com telemóvel.

    Agora sabemos que a sondagem do CESOP é presencial enquanto que a da Intercampus e a da Eurosondagem são telefónicas, mas é o CESOP que estima o valor mais baixo! Noto que na sondagem da CESOP o CDS tem 10 em 97 e que na da Eurosondagem tem 13,7 em 93,6.

    Por fim, lemos na ficha técnica que o CESOP usa como ponderador o voto nas últimas legislativas. Será que quem votou CDS em 2009 se olvidou desse facto, ou será que mente às sondagens? Ou será que o CESOP não será mesmo de confiança?

    Quem me ajuda?

  2. Duas notas. Que eu saiba, o CESOP não usa o voto anterior como ponderador. E em comparação com as sondagens presenciais, as sondagens telefónicas beneficiam, em vez de prejudicarem, o CDS (e o PSD).

  3. Libertas says:

    Pedro, da ficha técnica do CESOP:
    «A selecção aleatória das freguesias foi sistematicamente repetida até os resultados eleitorais das eleições legislativas de 2009 e presidenciais de 2011 nesse conjunto de freguesias, ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma, estivessem a menos de 1% do resultados nacionais dos cinco maiores partidos ou candidatos»

  4. Isso é estratificação, não ponderação. Não é uma mera questão terminológica. O critério usado é um critério se selecção de freguesias, e só. Os resultados obtidos junto dos eleitores não são ponderados na base de declarações suas sobre o seu comportamento de voto. É muito diferente.

  5. “Sempre aceitei que a votação do CDS fosse claramente sub-avaliada quando estivéssemos perante sondagens feitas para telefones fixos”

    Está enganado neste ponto. Este assunto já está estudado e documentado. Se é verdade que tradicionalmente o CDS é subestimado nas sondagens, essa subestimação era corrigida, pelo menos parcialmente, com sondagens telefónicas

  6. Libertas says:

    Ok.

    Se dúvidas houvesse, na minha previsão de distribuição de mandatos para os resultados da Eurosondagem, PSD+CDS continuam a ter maioria.

    PSD 90
    PS 87
    CDS 29
    CDU 13
    BE 11

  7. G says:

    Segue a minha previsão

    PSD 93
    PS 86
    PP 28
    CDU 14
    BE 9

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.