Pedro Magalhães

Intercampus

Não consigo descobrir os resultados da sondagem divulgada 6ª feira na TVI. Alguém sabe?

5 Comments

  1. Helena says:

    Caro Pedro Magalhães,

    Se for ao Media center do Site TVI, encontrará o vídeo que corresponde à 3ª parte do Jornal Nacional de 6ª Feira:
    http://www.tvi.iol.pt/mediacenter/home.php?tipo=2&art_id=&mul_id=13109115&pagina=1&psec_id=

    Por volta dos minutos 3 / 4, os seguintes dados são exibidos:

    Partido / 23-28 Jan // 17-21 Jan
    PS / 36.9% // 42.3%
    PSD / 31.4% // 27.0%
    CDS / 5.1% // 5.7%
    PCP / 13.0% // 11.9%
    BE / 13.6% // 12.2$

    Pontuações (valores em parentesis, correspondem à semana passada)- mesmo vídeo, minutos 5/6:

    Cavaco Silva- 66 (=)
    José Sócrates- 43 (42)
    Luís Amado- 55 (64)
    Mariano Gago- 51 (=)
    Maria de Lurdes Rodrigues- 36 (=)
    Francisco Louçã- 52 (53)
    Jerónimo Sousa- 48 (49)
    Paulo Portas- 43 (44)
    Manuela Ferreira Leite- 40 (42)

    espero que sirva

    Helena

    PS: Suponho que a ficha técnica da sondagem seja a que está aqui descrita:
    http://www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=1038255

  2. Anonymous says:

    Boa Tarde,
    É de crer que o “caso Freeport” resultasse numa queda das intenções de voto no PS de 42.3% para 36.9% numa só semana? E que em contraste a popularidade do PM, pelo contrário, de 42 para 43, caindo MFL de 42 para 40 quando o PSD sobe de 27% para 31.4%.
    Isto faz algum sentido?

  3. Anonymous says:

    Uma boa questão.
    Temos portanto que:
    – O PS é castigado numa semana em 5,4% nas intenções de voto;
    – Mas José Sócrates, o presumível suspeito-que-ainda-o-não-é, merece pelo contrário um aumento de 1% no índice de confiança;
    – Manuela Ferreira Leite, por seu lado, merece cada vez menos confiança: numa semana cai de 42% para 40%;
    – Mas o PSD que lidera sobe 4,4% nas intenções de voto;
    – A esquerda à esquerda do PS tem subidas estonteantes (também numa semana), apesar de os respectivos líderes também estarem em queda.
    Ou seja: perfeito, perfeito, era Manuela Ferreira Leite ir liderar o PS e José Sócrates passar para o PSD?…
    Caro Pedro Magalhães, também não percebo.
    Há aqui um apressado lado de «campanha negra»? Seria de tal modo urgente “demontrar” que o PS estava no abismo graças ao caso Freeport que que o caminho “embora estreito” (PR dixit) afinal existe no PSD, que nem deram conta das incongruências.
    As sondagens, como instrumento de estatística, podem também ser feitas “à vontande do freguês”?
    Gostaria de uma análise a estes dados. E note que não tenho preconceitos. Nunca votei PS nem PSD, estou à vontade.
    E já agora: não é na última semana de cada mês que a generalidade dos OCS publica estudos de opinião (da Eurosondagem, da Aximage, do CESOP…)?

  4. Agradeço os comentários. Mas sinceramente, a única coisa que posso dizer é que a variação de uma sondagem para outra não é lógica ou tecnicamente impossível. O resto é uma discussão que não tenho elementos para ter.

    A Eurosondagem publica por vezes no início do mês. Os estudos do CESOP são trimestrais.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.