Pedro Magalhães

Quando o Público fizer 30 anos e uma nova antologia dos disparates, este terá lugar de destaque.