offer swiss eta movement rolex replica.

the unique contribution well worth grow to be the conveniences cheap replica uhren.

how many sex doll are many annually?

Pedro Magalhães

Só uma gracinha.

7 Comments

  1. O Moscardo says:

    Caro Pedro, há uma situação intermedia entre a q foi prevista na RTP (qq um serve p ter + 116 deputados) e mairoia absoluta, q foi o q teve e susteve Guterres: PS ser maior q qq combinacao de 3 partidos, o q implica ser suficiente a ABSTENCAO de um dos 4 da oposicao! Na previsao UCP… PS precisa do VOTO de um dos 4… E creio q nem isso acontecera (alias, TVI e SIC ja corrigiram e, de facto, PS nao chega poder contar com qq um..). P.f. confirma. Abracos e continuacao do bom trabalho!

  2. Nuno Pereira says:

    Curiosamente, falhou mais do que outras sondagens, com outros métodos.

    Olhando às sondagens:
    O fenómeno da desmobilização do vencedor eventualmente terá ocorrido, em valorização do PSD. O caso do CDS ainda continua a ser um caso de estudo em razão da diferença relativa entre resultado e sondagem pré-eleitoral.

  3. Libertas says:

    Parece que o Pedro Magalhães vai ter que mudar de arte, a menos que descubra o que se passa com a sub avaliação do CDS.

    Luis Casalta

  4. “Curiosamente, falhou mais do que outras sondagens, com outros métodos.”

    A sério? Agora fiquei curioso. Qual foi a sondagem feita no Verão do ano passado, ou seja, com mais de um ano de antecedência, que deu um erro médio inferior a dois pontos percentuais?

  5. João Vasco says:

    «Parece que o Pedro Magalhães vai ter que mudar de arte, a menos que descubra o que se passa com a sub avaliação do CDS.»

    Acredito que aquilo que se passa é culpa dos líderes políticos do CDS. Ao estarem sempre a denegrir as sondagens, fazem com que o eleitorado simpatizante nelas não queira participar.
    O resultado é que as sondagens substimam o CDS. Não poderia ser de outra forma.

  6. Nuno Pereira says:

    “Qual foi a sondagem feita no Verão do ano passado, ou seja, com mais de um ano de antecedência, que deu um erro médio inferior a dois pontos percentuais?”
    Pensei que era um estudo recente.
    Assim sendo, não conheço, e é notável a curta margem de erro.

    Será que vamos ter um estudo do género para as legislativas de daqui a 2/3/4 anos e ficamos já a saber o que vai acontecer?

    🙂

  7. “Será que vamos ter um estudo do género para as legislativas de daqui a 2/3/4 anos e ficamos já a saber o que vai acontecer?”

    Talvez. Ainda iremos pensar nisso. O mais difícil, parece-me,com um governo minoritário e um presidente hostil, é mesmo prever o dia das eleições. E sem saber isso é difícil fazer previsões.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.