Pedro Magalhães

Uma história da X Legislatura, actualizada

Zoom 1:


Zoom 2:


9 Comments

  1. João says:

    caro Pedro Magalhaes
    pode me indicar a que sondagem se refere o ponto laranja (PSD) nos 37 ou 38%. Está comentada no seu blog? Obrigado, e veja lá se explica de vez onde é que há mercados eleitorais activos e válidos em Portugal!! 😉
    João

  2. João says:

    obrigado
    mas não sei se estamos a falar do mesmo ponto. eu estou a falar do ponto laranja em setembro (a sondagem que me fala é de junho), o que está acima de todos os pontos rosa, mas que aparentemente, a julgar pelo x do seu gráfico, é de agora de meados de setembro. Desculpe insistir, mas acho muita graça a este gráfico, e queria ter a certeza que esse ponto está bem colocado/nao afectará a linha de tendencia dos ultimos meses.se estiver enganado peço desde já dscp.
    thanks

  3. Ah! Mil obrigados. Porque de facto havia um erro. A base de dados tem dois tipos de registo: um por sondagem e por por sondagem/partido. No segundo, os resultados da última sondagem Cesop estavam trocados para PS (35) e PSD (37). Agora está corrigido. Não faz grande diferença, mas ficou melhor. Mais uma vez obrigado.

  4. Lex Machina says:

    Muito esclarecedor, os meus parabéns. Notável o efeito do caso Freeport em Janeiro de 2009 e a tendência de perda do PS não deixa dúvidas. Permite interessantes reflexões acerca dos determinantes políticos em Portugal. A queda em Julho de 2007 penso que coincide com a gafe do não reconhecimento da crise. A queda inicial de 2005 coincide com o quê?

  5. Meados 2007: caso “licenciatura”.

  6. Lex Machina says:

    É verdade, obrigado pelo esclarecimento. É de facto interessante a história contada pelo gráfico. Outro tipo de acontecimentos políticos, tais como a manifestação de 100 mil professores em Março de 2008, não produziram efeito visível na tendência.

  7. Almuthamid says:

    É curioso que os resultados (pontos) mais recentes para o PS se situam quase todos acima da linha de tendência (3:1), ao passo que para o PSD ocorre precisamente o contrário
    Ou seja, a linha de tendência para ambos não deveria ser algo mais próximo de uma recta horizontal para o período de Maio a Setembro?

  8. “É curioso que os resultados (pontos) mais recentes para o PS se situam quase todos acima da linha de tendência (3:1), ao passo que para o PSD ocorre precisamente o contrário
    Ou seja, a linha de tendência para ambos não deveria ser algo mais próximo de uma recta horizontal para o período de Maio a Setembro?”

    Bem observado. Pode ter razão. Neste tipo de cálculos há sempre alguma inércia. Veremos com as próximas sondagens a sair se, realmente, há uma mudança de tendência.

Leave a Comment

You must be logged in to post a comment.