Pedro Magalhães

Uma pergunta

A ideia de que a “culpa” da subida dos juros da dívida é a crise política aberta pelas demissões dos ministros Vítor Gaspar e (suponho que especialmente) Paulo Portas está a circular, inclusivamente por parte do próprio Primeiro Ministro (mesmo descontando a interpretação que na notícia é feita das suas palavras). Mas ao mesmo tempo, lembro-me de um post do Luís Aguiar-Conraria (e de um comentário que ele lá acrescentou) que inspira cautela nestas interpretações. Correndo o risco de fazer precisamente aquilo que ele desaconselha, ponho-me a olhar para os gráficos. O que vejo?

10yr PT government

É verdade que é em Maio que esses juros atingem o ponto mais baixo nos últimos seis meses. Mas Gaspar e Portas demitem-se em Julho, e os juros já estavam em trajectória ascendente desde Maio. Porquê? O Tribunal Constitucional? Mas a decisão sobre o Orçamento foi em Abril. E já agora, o caso espanhol:
SP government bonds 10yr

E o caso italiano:
Italy 10yr govy bonds

É possível – provável, parece-me – que a crise política tenha afectado as taxas com que nos conseguimos financiar nos mercados. Mas tem de haver aqui mais qualquer coisa, não será? Se calhar é completamente óbvio, mas eu sou verdadeiramente ignorante sobre estes temas e não estou a ver. Alguém pode ajudar? Ou é um exercício fútil que só leva à especulação?

  • […] comentários e e-mails directos sobre o tema do post anterior. Realmente, já me tinham dito que havia uma coisa nova chamada Internet e que era […]